Holofote

Filho e viúva de Gal Costa falam ao Fantástico sobre briga na Justiça por herança

Gabriel Costa e Wilma Petrillo falaram ao Fantástico sobre a disputa que travam na Justiça pela herança de Gal Costa, morta em novembro de 2022. O filho da cantora alega que Gal e Wilma não eram um casal e que, portanto, Wilma não tem direito à metade do patrimônio. Já Wilma, que morou com Gal por mais de 20 anos, diz que elas nunca deixaram de ser um casal.
Quando Gal morreu, Wilma preferiu se calar sobre a causa da morte: “Por que eu teria que contar? […] Gal não queria”, disse com exclusividade ao Fantástico.
Na certidão de óbito de Gal constam parada cardíaca e câncer — mas esse documento só veio a público meses depois da morte.
Agora, o filho da cantora, Gabriel Costa, que na época da morte dela tinha 17 anos, exige mais respostas: “Sobre minha mãe, sobre histórias passadas e sobre Wilma”, disse.

Wilma era empresária da cantora e morou com Gal por 24 anos. Ela conseguiu na Justiça o reconhecimento de que vivia uma união estável com a cantora. “A cumplicidade que nós tínhamos era muito grande. O amor maior ainda. Eu sei que Gal me amava muito”, relatou.

Já Gabriel foi adotado pela cantora em 2007. Ele não reconhece Wilma como a viúva de sua mãe e trava uma briga na Justiça pela divisão da herança.

O episódio mais recente da briga entre Gabriel e Wilma foi um pedido de exumação do corpo de Gal Costa. “Eu só quero ter certeza que é realmente a parada cardíaca, entendeu? Foi tudo muito repentino”, contou o jovem.

A empresária questiona: “Eu não sei do que ele está desconfiando. Ele acha que eu matei a mãe dele? Que eu matei Gal?”. E afirma que ela e Gal nunca deixaram de ser um casal — versão contestada por Gabriel.

“[Ela diz que eram um casal] apenas para ela ser herdeira junto comigo. Para ela poder pegar uma porcentagem do dinheiro”, disse Gabriel.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Desative o bloqueador de anúncios para continuar

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios